不動明王


FUDŌ MYŌŌ



FUDOU

Pouco conhecido pelos ocidentais à figura do 不動明王 Fudō Myōō é a deidade central de todos os agrupamentos de Myōō (deidades bélicas e coléricas que representam o poder do Budismo para superar as paixões).

 

Foi deus protetor dos guerreiros feudais. Estes, quando partiam para guerra, não temia a morte porque julgavam que estavam sob a proteção de Fudō Myōō. É também a divindade mais venerada pelos 山伏 Yamabushi (ascetas e guerreiros da montanha). Por ser conhecido como deus da guerra por muitos, pode ser mal interpretado. Na verdade o deus simboliza o lado guerreiro de cada homem, como a auréola de fogo em suas costas, o simbolismo é algo interno do homem que queima, porém sem qualquer sentimento nefasto, representando a pureza do espírito.

No seu rosto e corpo transparecem as emoções negativas, que têm o efeito de destruir as vibrações negativas. É uma figura de aspecto terrível, de cor negra ou azul, olhar colérico e presas afiadas como as de um vampiro. Veste-se como um escravo indiano e é representado ora de pé, ora 蓮華座 Rengeza (sentado de pernas cruzadas ou postura de Lótus), como um Yogin. Além da auréola, na mão direita traz uma espada, com que corta os liames da ignorância e das paixões desenfreadas, a imposição da lei, a segurança; na mão esquerda, um laço com o qual imobiliza os rebeldes que insistem em perseverar no erro, arrastando-os para o mundo da verdade. Originário do sul da Índia, seu nome sânscrito é अचलनाथ Ācala-vidyā-rāja ou Acala Vidyaraja que significa o "Imóvel senhor da sabedoria". Segundo os especialistas, é aparentado com Shiva, o patrono dos praticantes da Yôga. Os Yamabushi consideram os Mantras e Mudras (Gestos secretos) de Fudō Myōō como extremamente eficazes para o trabalho de desenvolvimento dos poderes psíquicos.

As deidades da classificação Myōō mais conhecidas são os 五大明王 Godai Myōō ou emanação dos Cinco transcendentais Buda:


godaimyoo

降三世明王 Gōzanze Myōō, 大威徳明王 Daiitoku Myōō, 不動明王 Fudō Myōō, 軍荼利明王 Gundari Myōō e 金剛夜叉明王 Kongōyasha Myōō.

 

Eles têm o papel de vigiar as quatro direções cardeais e o centro (protegido pelo Fudō Myōō). Apresentado para o Japão no século IX pela seita 真言 Shingon e 天台 Tendai de Budismo Esotérico (密教 Mikkyo), as deidades Myōō originalmente eram hindus e foram adotados depois no panteão de Budismo Esotérico para derrotar apetência cega.

Os ensinos do Budismo Esotérico são místicos e árduos de entender, e exige um nível alto de devoção e severidade para dominar. Elaboradas práticas de rituais secretos utilizando o 三密 Sanmitsu (mantras, mudras e mandalas) são usados para ajudar ao adepto desenvolver e percebe a sabedoria eterna do Buda. Esta forma de Budismo não é ensinada ao público geral, mas são limitados principalmente a crentes budistas, sacerdotes e esses distantes do caminho para esclarecimento.

 

不動明王印相

MUDRA FUDŌ MYŌŌ

ketsuin_fudou

 

不動明王真言 (咒文)

Mantra Fudô Myôô (Incantação)

南莫 NOMAKU SANMANDA 嚩日囉赧 BAZARADAN 戦拏 SENDA 摩訶路灑拏 MAKAROSHADA 娑破吒也 SOWATAYA 吽 UN 怛羅吒 TARATA 悍漫 KANMAN

のうまく さんまんだ ばざらだん せんだ まかろしゃだ そわたや うん たらた かんまん

 

fudo_mant_san

 

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=5CdkT6VbLIQ#at=38